Blog Shen

Da essência à integralidade !

A amabilidade constrói.

Por Susilaine Moraes Aquino

A afirmação “A amabilidade constrói” encontra sólido respaldo na neurociência, que revela como a prática da amabilidade pode ter impacto positivo tanto no bem-estar individual quanto nas relações interpessoais e na sociedade como um todo.

A amabilidade atua como gatilho para a liberação de substâncias químicas no cérebro, como a oxitocina e a serotonina. A oxitocina, em particular, é conhecida como o “hormônio do amor” ou “hormônio da ligação” devido ao seu papel na promoção de vínculos sociais. Quando praticamos atos de amabilidade, como ajudar alguém em necessidade ou expressar gratidão, ocorre aumento na liberação de oxitocina. Esse hormônio não apenas gera sentimentos de confiança e conexão, mas também reduz o estresse e a ansiedade, melhorando o bem-estar emocional.

Além disso, a prática da amabilidade ativa regiões cerebrais associadas à empatia e à compreensão dos outros. Isso fortalece as conexões neurais relacionadas à compaixão, tornando-nos mais propensos a entender e apoiar as necessidades das pessoas ao nosso redor.

A amabilidade não se limita ao indivíduo, pois ela é contagiosa. Quando somos amáveis, inspiramos os outros a agirem da mesma maneira, criando efeito cascata que fortalece os laços sociais e contribui para ambiente mais cooperativo e harmonioso. Essa dinâmica positiva tem impacto significativo na construção de comunidades e sociedades mais resilientes e saudáveis.

Portanto, com base na neurociência, podemos afirmar que a amabilidade não é apenas uma ação isolada, mas uma força poderosa que molda nosso cérebro, fortalece nossas relações e desempenha papel fundamental na construção de um mundo melhor.

Fonte: Instituto Shen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *